terça-feira, 6 de outubro de 2015

SANTOS DUMONT É O CAMPEÃO DE BRUSQUE


O Santos Dumont venceu o Cia do Esporte/Kopaza por 2 a 1 é o campeão municipal de futebol amador de Brusque de 2015 - Troféu Lemus Esportes. A decisão ocorreu no dia 3 de outubro, no estádio Augusto Bauer. Na segunda Divisão, o tradicional América venceu o Sete de Setembro por 4 a 0 e também fez a festa.

Histórico - Fundado no primeiro dia de maio de 1964, a Sociedade Beneficente Recreativa Santos Dumont alcaçou o segundo título municipal de sua história. O primeiro foi em 1997. A sede está situada na rua Luiz Gonzaga Werner, no bairro Santa Terezinha. As cores oficiais são preta e branca.

Campanha na Primeira fase
11/4 - Santos Dumont 4 x 0 Guarani
25/4 - Santos Dumont 3 x 2 Cia do Esporte/Kopaza
 2/5  - Santos Dumont 3 x 1 Sete de Setembro
16/5 - Santos Dumont 5 x 0 Mazza
 4/6  - Santos Dumont 0 x 1 Caçador
21/6 - Santos Dumont 4 x 2 América
27/6 - Santos Dumont 2 x 0 Poço Fundo
 5/7  - Santos Dumont 4 x 0 Cedrense
Quartas de final
16/8 - Santos Dumont 3 x 1 Abresc
23/8 - Santos Dumont 1 x 1 Abresc
Semifinal
30/8 - Santos Dumont 0 x 1 União/Vieira MC
13/8 - Santos Dumont 2 x 0 União/Vieira MC
Final
3/10 - Santos Dumont 2 x 1 Cia do Esporte/Kopaza
Campeão: Santos Dumont

Foto: divulgação Fundação Municipal de Esportes/PMB

domingo, 23 de agosto de 2015

SALTO DO NORTE É CAMPEÃO DA LBF

Elenco campeão da LBF de 2015

O Salto do Norte Esporte Clube (Blumenau) é o campeão invicto da Liga Blumenauense de 2015 - Copa Krona. O título veio com o empate sem gols com o Atlético Itoupava, neste domingo, dia 22 de agosto. No jogo de ida, disputado no estádio Guilherme Jensen, o time havia vencido fora de casa por 1 a 0.

Nos 10 jogos disputados, o Salto do Norte obteve sete vitórias e três empates. Marcou 24 gols e sofreu apenas seis. O último título da equipe na LBF foi em 2012.

A competição teve a participação de 11 equipes: Tupi (Gaspar), Aza Branca (Apiúna), Olaria (Guabiruba), Salto do Norte, Salto do Norte B, ASAS Blumenau, Atlético Itoupava, Horizonte, IAFA, Alvorada e Grêmio Itoupavazinha.

DATA  PLACAR

LOCAL
7/6/015 Salto do Norte 0 x 0 Aza Branca Apiúna
21/6/2015 Salto do Norte 8 x 0 IAFA Salto do Norte
28/6/2015 Salto do Norte 3 x 3 Alvorada Salto do Norte
5/7/2015 Salto do Norte 4 x 0 IAFA Pomerode
11/7/2015 Salto do Norte 2 x 0 Aza Branca Salto do Norte
19/7/2015 Salto do Norte 2 x 1 Alvorada Otoupava Central
25/7/2015 Salto do Norte 2 x 1 Olaria Guabiruba
2/8/2015 Salto do Norte 2 x 1 Olaria Salto do Norte
15/8/2015 Salto do Norte 1 x 0 Atlético Itoupava Itoupava Central
22/8/2015 Salto do Norte 0 x 0 Atlético Itoupava Salto do Norte

Foto: divulgação Salto do Norte EC
Fonte: site Tá no Filó

segunda-feira, 6 de julho de 2015

UNIÃO É O CAMPEÃO DE IBIRAMA


O time da Sociedade Desportiva União é o campeão municipal de Ibirama 2015 - Taça Max Starke. Na final, disputada no estádio da Baixada, o alviverde venceu o Atlético Hermann Aichinger por 3 a 1, mesmo placar do jogo de ida.

A competição teve os seguintes participantes: Guarani, Atlético Hermann Aichinger, União, Omil/Juventus, Arsenal, Serra São Miguel, Primavera, PSG/Alto Vale, Tupi e Taquaras. A organização foi da Comissão Municipal de Esportes de Ibirama.

Foto: Sérgio Nascimento
Fonte: www.esportealtovale.com.br

domingo, 23 de novembro de 2014

TÚNEL DO TEMPO: OLÍMPICO DE BLUMENAU


O registro fotográfico colorizado mostra os atletas Roberto e Orlando, campeões do estadual catarinense de 1964 defendendo as cores do Grêmio Esportivo Olímpico, de Blumenau.

Foto: acervo Adalberto Day

quinta-feira, 10 de julho de 2014

AZA BRANCA CONQUISTA TÍTULO DA LBF

O Futebol Clube Aza Branca, de Apiúna, é o campeão da Liga Blumenauense de Futebol em 2014. O título veio depois de uma vitória por 2 a 1 sobre o Salto do Norte.

A competição teve a participação de oito equipes: Tupi (Gaspar), Águias, IAFA (Pomerode), Aza Branca (Apiúna), Grêmio Itoupavazinha, Horizonte, Salto do Norte, Atlético Itoupava (Blumenau).

Tradicional clube do vale do Itajaí, o Aza Branca estava inativo havia 10 anos. Em 2013, a diretoria iniciou um projeto de reestruturação e montou uma equipe forte para disputar o campeonato da Liga. A sede social e o estádio Walter Braatz receberam melhorias, iluminação e a construção de arquibancadas para 200 pessoas sentadas.

Foto: divulgação FC Aza Branca

quarta-feira, 16 de abril de 2014

LIVRO DO CENTENÁRIO DO CARLOS RENAUX

No dia 10 de abril, quinta-feira, foi lançado o livro do centenário do Clube Atlético Carlos Renaux, de Brusque.

Uma nova sessão de autógrafos será realizada no próximo dia 26, das 10 às 12 horas, na Livraria Saber Brusque, Shopping Gracher, com a presença de Saulo Adami e Giselle Zambiazzi, autores de "Com a bola toda" 100 anos do Clube Atlético Carlos Renaux" (Nova Letra, 2014).

Fundado em 14 de setembro de 1913, o Carlos Renaux foi campeão catarinense em 1950 e 1953 e da Copa Norte Sul em 1954.

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

LIVRO DO TORNEIO LUIZA MELLO 1963

O livro "Torneio Luiza Mello - Marcílio Dias Campeão Catarinense de 1963", que conta história do primeiro título estadual do Marcílio Dias, será lançado no próximo dia 23, às 14 horas, em Itajaí. 

A obra, que conta a trajetória do clube itajaiense no torneio e foi escrita pelo jornalista paulistano radicado em Navegantes, Fernando Alécio.

A data de lançamento coincide com as comemorações de 50 anos da conquista da equipe rubro-anil. O jogo que garantiu o título estadual com uma rodada de antecedência aconteceu no dia 23 de fevereiro de 1964, no estádio Augusto Bauer, em Brusque.

Em suas cem páginas, o livro traz todas as informações sobre a organização do torneio e a crônica dos dezoito jogos do Marinheiro na competição, além da ficha técnica de todos os jogos do Marcílio Dias, o resultado de todas as partidas e fotos dos campeões estaduais.

Uma vasta pesquisa documental permitiu que o autor recriasse episódios memoráveis daquela competição, como uma confusão generalizada dentro de campo no clássico entre Marcílio Dias e Barroso e a goleada histórica sobre o Paysandu, de Brusque. 

O livro ainda conta a história dos principais jogadores daquela campanha, como os atacantes Aquiles, Renê e o ponta-direita Ratinho, que chegou a ser pré-convocado para disputar a Copa do Mundo do México, em 1970.

Lançamento

O evento de lançamento será realizado no Convés do Marinheiro, a loja oficial do clube, situada na Avenida Sete de Setembro, às 14h de domingo (23), e contará com as presenças do autor do livro e do goleiro Jorge, titular da equipe marcilista na conquista do título estadual. A Taça Luiza Mello, restaurada pelo clube recentemente, será reapresentada à torcida durante o evento.

Foto: divulgação

sábado, 18 de janeiro de 2014

TÚNEL DO TEMPO: VIAGENS DE TREM


.
Nas primeiras décadas do século passado, os times de futebol realizavam verdadeiras aventuras para disputar jogos fora de suas cidades. O trem era o principal meio de transporte entre muitos municípios do Vale do Itajaí.

A pouca e frágil malha viária permitia o intercâmbio apenas entre equipes com estrutura capaz de viajar por via ferroviária. Os clubes de Blumenau, Indaial, Itajaí e Rio do Sul, por exemplo, foram usuários habituais da Estrada de Ferro Santa Catarina - EFSC.

A partir da década de 1950, com o declínio das ferrovias e a expansão e melhoria das estradas de rodagem as viagens por trem ficaram na história.

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

FESTA DOS CAMPEÕES REGIONAIS

Cruzeiro campeão regional pela 19ª vez

Terminou domingo, dia 8, a 8ª Taça SDR da Liga Riosulense de Futebol. O Cruzeiro de Presidente Getúlio venceu o Imperial de Pouso Redondo por 1 a 0 no tempo regulamentar (derrota de 2 a 0 no jogo de ida) e 3 a 2 nos pênaltis.

Time campeão de Vitor Meireles

A equipe de Vitor Meireles é a campeã da Taça SDR Ibirama de Futebol. A conquista ocorreu domingo, dia 8, ao vencer o Dona Emma por 2 x 0. A competição reuniu equipes de várias cidades da região.

Vasco é o campeão em Rio do Oeste

A vitória de 4 a 3 na disputa de pênaltis (após empate de gols nos 90 minutos) sobre o São Sebastião deu ao Vasco da Gama o título de campeão municipal de Rio do Oeste. O clube recebeu a Taça Lourival Michels.

Fotos: Sérgio Nascimento e Assessoria de Imprensa P.M. Rio do Oeste
Fontes: Sérgio Nascimento, site Alto Vale Esportes e Conecta Mídia

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

INDAIAL: SANTA ESMERALDA, 23 ANOS

 Fundado em 25 de novembro de 1990, o Esporte Clube Santa Esmeralda, do bairro Carijós, em Indaial, está completando 23 anos de existência.

O clube possui muitas conquistas no futebol amador da região e conta com patrimônio invejável, incluindo uma bela praça esportiva, sede social e salão de eventos. Uma escolinha de futebol atende crianças da comunidade.

Entre os ex-presidentes e colaboradores do Santa Esmeralda, estão: Alcides Nazário (in memoriam), Hélio Blunk, Vanderlei Maçaneiro (in memoriam), Rubens Ittner, João M. Emke, Nilton Senhnem, Silvio Bernardes, Valdecir José de Lima, Mário da Silva, Josélio Kresch, Rufino Reiter, Gilmar Mantoanelli.

Vice-campeão municipal em 2013

Estádio e sede social do Santa Esmeralda

Esporte Clube Santa Esmeralda
Fundação: 25 de novembro de 1990
Cores: vermelha, preta e branca
Bairro: Carijós - Indaial - SC
Estádio: Bruno Blunk
Presidente: Sérgio Bender
Principais títulos:
Campeão da Liga Blumenauense (LBF) em 1991 e 1994 (vice-campeão em 1992)
Campeão Municipal de Indaial em 1991, 1997 e 2000 (vice-campeão em 1998, 2002 e 2013)
Campeão Municipal de Aspirantes em 1995, 1996, 1997 (tri) e 1999; e Municipal de Timbó em 1996

Texto colaboração de Henri Blaesing

Foto: Prefeitura de Indaial e Silvio Kohler/blog Stadion

sábado, 23 de novembro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: O ÚLTIMO CLÁSSICO OFICIAL

O último clássico do futebol profissional entre Olímpico e Palmeiras ocorreu há 43 anos, no dia 22 de novembro de 1970. A partida, disputada no estádio da Alameda Rio Branco, valeu pelo returno do campeonato catarinense de futebol.

Esta seria a penúltima partida do Olímpico antes do clube abandonar o futebol profissional. No dia 29 de novembro, em Itajaí, o time grená venceria o Almirante Barroso por 2 a 1 e garantia o vice-campeonato estadual. O Palmeiras terminou o estadual em sétimo lugar.

Data: 22/novembro/1970
Local: estádio da Alameda Rio Branco (Blumenau-SC)
Árbitro: Yolando Rodrigues
Renda: Cr$ 3.645,00
Olímpico - Batista, Coral, Brito, Jairzão, Gonzaga, Mauro, Chiquinho, Jorginho (Gauchinho), Sado, tarcísio e Rubinho.
Palmeiras - Jorge, Osvaldo, Krueger, EDgar Lopes e Adalberto, Gentil, Luiz Carlos, Zinho, leal (Anisio), Parobé e Oreco.
Gols: Sado e Tarcísio.

Colaboração: Rafael Luiz Dalagnolo

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: EXCURSÃO DO PALMEIRAS

Quinta dos Pinheiros (1950) onde o Palmeiras goleou o Juventude

Em 1950, depois de conquistar o torneio Cinquentenário de Blumenau, o Palmeiras Esporte Clube (atual Blumenau EC), fez uma breve excursão ao Rio Grande do Sul.

A estréia foi no dia 29 de outubro, no estádio Quinta dos Pinheiros, em Caxias do Sul. A goleada por 4 a 2 sobre o Juventude mostrou a força do verdão catarinense. Depois o Palmeiras viajou até Novo Hamburgo para enfrentar o Floriano. No dia seguinte, dia 2 de novembro, venceu o Fluminense caxiense por 2 a 0.

Os bons resultados do time blumenauense desencadeou uma série de convites de outros clubes para disputar amistosos. Mas foram recusados face aos diversos compromissos profissionais de alguns atletas, pois nem todos eram funcionários do clube e tinham empregos em empresas de Blumenau.

29/10/1950 - Juventude (RS) 2 x 4 Palmeiras - em Caxias do Sul
1º/11/1950 - Floriano (RS) 2 x 1 Palmeiras - em Novo Hamburgo
2/11/1950 - Fluminense (RS) 0 x 2 Palmeiras - em Caxias do Sul

Fonte: A Cidade de Blumenau, A Nação, livro "Memórias de um Blumenauense nascido em Goiás", de Tesoura Junior, blog Arquivos do Futebol Brasileiro

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: MARCHA NO ESPORTE

O programa A Marcha do Esporte é um marco na história do rádio de Blumenau. Criado pelo radialista Manoel Pereira Junior, em 1943, foi o primeiro exclusivamente esportivo produzido em Santa Catarina. Entrava no ar às12h40min e terminava às 13 horas pela Rádio Clube. 

Era o programa de maior audiência da época. Tinha o custo mais elevado para a inserção de publicidade e foi patrocinado, com exclusividade durante 38 anos, pela Transportadora Vale do Itajaí.

Em 1954, Manoel Pereira Júnior deixou a Clube, assumindo em seu lugar o jornalista José Gonçalves, que dirigiu o programa até 1957. Com a sua saída, Tesoura Junior assumiu o cargo de editor de esportes da emissora.

Tesoura Júnior começou na Clube em 1946, sendo assistente direto dos antecessores. Trabalhou na emissora até se aposentar, em 1984, totalizado 38 anos de dedicação ao radiojornalismo esportivo. 

O apresentador implementou um programa com pré-produção e, segundo o próprio Tesoura Júnior (2003), a partir do momento em que assumiu a direção esportiva da emissora as notícias de âmbito local tornaram-se a prioridade de A Marcha dos Esportes.

Fontes: Clóvis Reis, César Martins (Furb/Blumenau), Arquivos do Futebol Brasileiro

Foto: Semp

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: TUPI DE GASPAR CAMPEÃO

Tupi ficou com a Taça Caridade em 1947

No dia 21 de dezembro de 1947, o comando do 32º Batalhão de Caçadores de Blumenau promoveu um torneio beneficente denominado Pró-Natal dos Pobres - Taça Caridade. Quatro equipes disputaram a competição: Palmeiras, Guarani, Tupi de Gaspar e 32º BC.

Vale citar, que naquele ano o Olímpico decidiu não participar de torneios e campeonatos. A maioria de seus jogadores ingressou no Guarani de Itoupava Norte.

A chuva persistente durante todo o dia acabou prejudicando na arredacação, mas serviu para o Tupi conquistar um dos primeiros títulos da sua história. Embora com mau tempo, os jogos foram bastante "interessantes e disputador com ardor", segundo relato do jornal A Nação.

Na decisão, Tupi e Guarani empataram por 1 a 1. O título foi decidido numa empolgante disputa de pênaltis, onde o time de Gaspar conseguiu vencer por 7 a 6. O gol decisivo foi marcado por Marcinho.

Primeira fase
Palmeiras 0 x 0 Tupi (0 a 1 penaltis).
Guarani 4 x 3 32º BC

Decisão
Tupi 1 x 1 Guarani (7 x 6 penaltis)
Campeão: Tupi

Foto: site do C.A. Tupi

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: CLUBES TROCAM DE NOME

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Governo Federal, através do Conselho Nacional de Desportos, baixou a circular 01/1944, determinando que as associações, clubes e entidades esportivas não poderiam mais utilizar nomes de cidades, estados e países.

Algumas equipes do Vale do Itajaí tiveram que trocar de nome. O Timboense, de Timbó, passou a ser a Sociedade Desportiva Recreativa União. Manteve as cores branca e vermelha.

O Esporte Clube Indaial passou a ser chamado de Internacional. O escudo nem precisou de mudança, pois continuou com as iniciais "ECI".

Em Blumenau, o América Futebol Clube, de Itoupava Norte, virou Guarani Esporte Clube. O Recreativo Brasil adotou o nome Palmeiras Esporte Clube. Em 1945, após o fim da Segunda Guerra, a diretoria alviverde tentou retomar sem sucesso a denominação anterior e continuou Palmeiras.

No distrito Garcia, o Amazonas deu lugar ao Aimoré Esporte Clube. Em 1947, o time azurra retornou ao nome antigo.

A Sociedade Desportiva Blumenauense virou Grêmio Esportivo Olímpico. Com esse nome o clube conquistou dois campeonatos estaduais em 1949 e 1964.

Fonte: CND, A Nação, A Cidade de Blumenau, "Memoria de Um Blumenauense" (Tesoura Junior)

terça-feira, 5 de novembro de 2013

O FIM DA COPA KAISER

 
Botafogo de Pomerode foi campeão nacional em 2012

A Copa Kaiser, um dos principais torneios de futebol amador do Brasil está com data marcada para acabar. A Heineken, cervejaria detentora da marca Kaiser, anunciou que patrocinará somente mais uma edição, em 2014. O motivo alegado é apenas "decisão estratégica".

Disputada pela primeira vez em 1995, em São Paulo, a competição consolidou-se com uma marca e atraiu centenas de times e milhares de atletas, familiares e amigos.

A partir de 2008, o torneio teve etapas em Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os vencedores regionais disputavam a Copa Kaiser Brasil.

Campeões da Copa Kaiser - Santa Catarina
2010 - Salto do Norte (Blumenau)
2011 - Botafogo (Pomerode)
2012 - Botafogo (Pomerode)
2013 - Salto do Norte (Blumenau)

Campeões e vices - Copa Kaiser Brasil
2008 - Urano (PR) - Nós Travamos (SP) / Sede: São Paulo (SP)
2009 - Portuguesa (MG) - Vida Loka (SP) / Sede: São Paulo (SP)
2010 - Pioneer (SP) - Inconfidência (MG) / Sede: Belo Horizonte (MG)
2011 - Classe A (SP) - Urano (SP) / Sede: Curitiba (PR)
2012 - Botafogo (SC) - Ajax (SP) / Sede: Blumenau (SC)

Fonte: UOL
Fotos: Revista Enjoy Heineken

O FUTEBOL EM BENEDITO NOVO


No município de Benedito Novo, distante 40 km de Blumenau, o futebol é uma das principais modalidades esportivas e de lazer.

Em 2013, sob a coordenação da Secretaria de Esportes da Prefeitura Municipal, foi realizada a 23ª edição do campeonato municipal.

Oito equipes participaram: Alto Benedito, Central, Botafogo, Flamengo, Garotos, Grêmio, Juventus e União São João.

A decisão, em disputa da taça Gerald Steuck, foi realizada no dia 18 de agosto entre Botafogo e Flamengo. O título ficou com o time rubro-negro, que fez 1 a 0.

Curiosamente, alguns times locais adotam nome e escudos de clubes famosos como Flamengo, Botafogo, Central (tradicional time pernambucano) e Grêmio.

   Juventus      Flamengo        Central           Grêmio           Botafogo

Relação dos campeões de futebol do município de Benedito Novo.

1991 - Guarani
1992 - Atlético de Tifa
1993 - Atlético de Tifa
1994 - Atlético de Tifa
1995 - Atlético de Tifa
1996 - Ribeirão das Antas
1997 - Flamengo
1998 - Atlético de Tifa
1999 - Cruzeiro
2000 - Cruz e Souza
2001 - Cruz e Souza
2002 - Santa Maria
2003 - Guarani
2004 - Alto Benedito
2005 - Portuguesa
2006 - Independente
2007 - Juventus (Ribeirão das Antas)
2008 - Santa Maria
2009 - Juventus (Ribeirão das Antas)
2010 - Botafogo
2011 - União São João
2012 - Flamengo
2013 - Flamengo

Fonte: Prefeitura de Benedito Novo, blog do Juventus, site História do Futebol
Foto: site PMBN

domingo, 3 de novembro de 2013

LBF 1944: PALMEIRAS CAMPEÃO

Palmeiras campeão da LBD (atual LBF) 

O campeonato teve oito clubes participantes. Todos jogaram entre si em turno e returno.

Aimoré Esporte Clube - ex-Amazonas (Blumenau)
Clube Atlético Tupi (Gaspar)
Esporte Clube Internacional - ex-EC Indaial (Indaial)
Grêmio Desportivo São Lourenço (Pomerode)
Grêmio Esportivo Olímpico - ex-Blumenauense (Blumenau)
Guarani Esporte Clube - ex-América (Blumenau)
Palmeiras Esporte Clube - ex-Recreativo Brasil (Blumenau)
Sociedade Recreativa Desportiva União - ex-Timboense (Timbó)

TORNEIO INÍCIO
23/4/2013 - Primeira Fase
Palmeiras 4 x 0 União
Aimoré 2 x 0 São Lourenço
Internacional 1 x 0 Tupi
Guarani 0 x 0 Olímpico (2 x 1 escanteios)
Semifinal
Palmeiras 1 x 0 Aimoré
Internacional 1 x 0Guarani
Decisão
Palmeiras 2 x 0 Internacional
Campeão: Palmeiras

Categoria de Aspirantes
Campeão: Olímpico
Vice-campeão: Tupi
Torcida do Palmeiras comemora título pelas ruas da cidade

CAMPEONATO

A temporada de 1944 marcou a estreia do craque Teixeirinha no Palmeiras e a primeira experiência dele no campeonato da Liga Blumenauense. O fato curioso é que dos oito clubes participantes, seis entraram com nova denominação em relação ao ano anterior.

Por decisão de Lei Federal, clubes que tinham nomes de cidades, estados ou países tiveram que mudar de nome. Apenas o Tupi e o São Lourenço, de Rio do Testo (Pomerode) não precisaram fazer a mudança.

O Palmeiras, depois do terceiro lugar no ano anterior, entrou com tudo na competição. Fez uma campanha quase perfeita. Empatou uma vez (2 a 2 com o Guarani) e venceu 13 dos 14 jogos disputados. O time fez 83 gols e Teixeirinha foi o artilheiro com 38 gols.

Durante a temporada ocorreram alguns fatos relevantes. A inauguração do estádio do Guarani em Itoupava Norte, a péssima campanha do tradicional Aimoré (ex-Amazonas) e a primeira convocação de Teixeirinha para o selecionado de Santa Catarina que disputou o Brasileiro de Seleções.

O jornal A Cidade de Blumenau promoveu a eleição do "Craque mais Perfeito" e o vencedor foi o goleiro Bergo, do Palmeiras. Ele conseguiu 15.353 votos contra 3.087 de Arécio, do Olímpico.

A partida decisiva que definiu o campeão ocorreu no dia 3 de dezembro, no campo da Alameda Rio Branco. O Palmeiras goleou o Olímpico por 5 a 2.

Campanha do Palmeiras:
  1/5/1944 Palmeiras 4 x 3 Olimpico
14/5/1944 Palmeiras 9 x 3 Aimoré
21/5/1944 Palmeiras 6 x 1 Internacional
  8/6/1944 Palmeiras 2 x 2 Guarani
 11/6/1944 Palmeiras 6 x 3 União
 18/6/1944 Palmeiras 11 x 2 São Lourenço
 25/6/1944 Palmeiras 5 x 2 Tupi
 16/7/1944 Palmeiras 6 x 3 São Lourenço
 23/7/1944 Palmeiras 7 x 0 Tupi
 13/8/1944 Palmeiras 5 x 0 União
 5/11/1944 Palmeiras 4 x 3 Internacional
19/11/1944 Palmeiras 5 x 0 Guarani
26/11/1944 Palmeiras 8 x 5 Aimoré
 3/12/1944 Palmeiras 5 x 2 Olimpico

JOGO DO TÍTULO

Data: 3/12/1944
Local: Alameda Rio Branco (Blumenau)
Árbitro: Aldo Fernandes
Palmeiras - Bergo, Juca, Schramm, Pfau, Emilio, Doquinha, Meireles, Batista, Tixeirinha, Augusto e Aldinho.
Olímpico - Waldir, Arthur, Arécio, Piska, Heine, Longo, Ico, Nandingo, Bodinho, Pie e Abreu.
Gols: Teixeirinha (2), Aldinho, Batista, Augusto (Palm); Abreu e Nandinho (Olim).

TORNEIO DE ENCERRAMENTO
10/12/1944 - Primeira Fase
São Lourenço 2 x 0 Guarani
Olímpico 1 x 0 Aimoré
Semifinal
Palmeiras 2 x 0 Olímpico
Decisão
São Lourenço 0 x 3 Palmeiras
Campeão: Palmeiras

Internacional de Indaial
Equipes:
Palmeiras - Bergo (Toco), Juca, Pfau, Schramm, Herbert (Paladino), Doquinha, Newton (Baptista), Meireles, Janga, Teixeirinha, Augusto, Aldinho (Zezinho).
Olíimpico - Waldir, Arthur, Arécio, Piska (Longo), Heine, Generoso, Ico, Nandinho, Bodinho, Pie (Abreu) e Menezes
Internacional - Ati, Sebastião, Victor, Lula, Baião, Ingo, Alvaro, Orion, Isolani, Artuling e Celso.
Aimoré - Vinoti, Boia (Nabor), Alfredinho, Nélio, Baumer, Boião (Machado), Ratinho (Tete), Miojo, Augusto, Emendoerfer e Bruda (Bessa)
Tupi - Otávio, Egon, Waldir, Lola, Picuan, Pileca, Udo, Brito, Tripadal, Naldo, Marzinho.
União - Curt, João, Orlando, Geraldo, Severino, Lula, Tuca, Pavan, Werner, Pedrinho e Henrique
São Lourenço - Oscar, Tibério, Alex, Heinz, Cina, Henrique, Brancher, Beninco (Neitzal), Passold, Mauro e Arão.
Guarani - Rolando, Rudi (Walter), Staedele, Nelson, Mueller, Lucio (Saqui), Alicante (Antoninho), Cirilo, Lazita, Correa e Klitske.

Fontes: A Cidade de Blumenau, A Nação, O Estado, O Craque Eterno (Bola Teixeira), acervo do autor
Fotos: revista Esportes Ilustrados, acervo Bola Teixeira e site do C.A. Tupi

sábado, 2 de novembro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: TUPI NA SEGUNDONA DE 1987


O Clube Atlético Tupi, de Gaspar, participou de diversas edições da Segunda Divisão profissional de Santa Catarina. A estréia ocorreu em 1987 quando disputou 26 jogos, venceu nove, empatou seis e perdeu onze. O time marcou 24 gols e sofreu 29 gols.

Na classificação final, o Tupi ficou em oitavo lugar entre os 12 participantes. O melhor resultado foi a goleada por 6 a 0 sobre o Tiradentes de Lebon Régis, em Gaspar.

Foto: site do C.A. Tupi

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

RIO DO SUL: ESPORTE CLUBE CONCÓRDIA

O Esporte Clube Concórdia é a mais antiga de Rio do Sul que alcançou projeção no futebol estadual. Fundado em 24 de junho de 1923, sob a denominação de Sport Club Concórdia, adotou bandeira e uniformes nas cores azul e branca.

Desde a fundação, o Concórdia sempre manteve intercâmbio com clubes de outras cidades e de outros Estados. A primeira participação em competição oficial ocorreu em 1943 na Liga Blumenauense de Futebol.

No ano seguinte, o clube torna-se fundador e primeiro campeão da Liga Riossulense de Desportos. O título credencia o Concórdia a participar do campeonato catarinense. A competição era eliminatória, estilo Copa do Brasil (mata-mata). Na estréia, o time riossulense foi vencido pelo Marcílio Dias por 2 a 1. Em Itajaí, nova derrota por 3 a 1.

Em 1967, o clube deu início a construção de uma ampla sede social, recreativa e esportiva. O futebol deixou de ser a principal modalidade.

Campanha no campeonato da LBF em 1944
11/4/1944 - Concórdia 1 x 7 América (atual Guarani de Blumenau)
18/4/1944 - Concórdia 6 x 3 Timboense (atual SRD União de Timbó)
1º/5/1944 - Concórdia 4 x 0 Amazonas (Blumenau)
 9/5/1944 - Concórdia W X O Bandeirantes (Blumenau)
30/5/1944 - Concórdia 2 x 4 Blumenauense (atual Olímpico de Blumenau)
13/6/1944 - Concórdia 1 x 5 Brasil (atual Blumenau EC)
20/5/1944 - Concórdia 2 x 3 Indaial EC
11/7/1944 - Concórdia 3 x 2 Tupi (Gaspar) - perdeu os pontos no TJD
18/7/1944 - Concórdia 1 x 0 América
25/7/1944 - Concórdia 3 x 2 Timboense
29/8/1944 - Concórdia 2 x 2 Indaial (árbitro agredido e jogo inacabado) (*)
(*) - Por ser reincidente no caso de violência em seu estádio, o Concórdia foi eliminado da competição.

terça-feira, 29 de outubro de 2013

ASVI 1938: CIP FUTEBOL CLUBE (ITAJAÍ)

Em 1937, por iniciativa da diretoria do Companhia Itajaiense de Phosphoros Futebol Clube (CIP FC), foi criada em Itajaí a Associação Sportiva Vale do Itajai (ASVI).

Na década de 1940, por força de Lei Federal, a entidade alterou a denominação para Liga Esportiva Vale do Itajaí (LEVI).

Os fundadores e participantes do primeiro campeonato foram Amazonas, Blumenauense e Recreativo Brasil (Blumenau), Brusquense e Paysandu (Brusque), CIP FC, Marcílio Dias e Lauro Muller (Itajaí).

O primeiro campeonato foi realizado em 1938 e teve o CIP como campeão. A conquista garantiu a presença no campeonato estadual, disputado somente no ano seguinte.

A  equipe tinha excelentes atletas e depois de eliminar o favorito Avai, em Florianópolis, decidiu o título contra o Atlético de São Francisco do Sul. A vitória por 2 a 0 garantiu o segundo título estadual de um time itajaiense (o primeiro foi o Lauro Muller em 1931).

A campanha do time itajaiense no estadual:
5/2/1939 - CIP 4 x 0 Avaí (Florianópolis)
5/3/1939 - Avaí 3 x 2 CIP FC
12/3/1939 - Avaí 2 x 3 CIP FC

Decisão
16/4/1939 - CIP FC 2 x 0 Atlético São Francisco

O time base, campeão do Vale do Itajaí e Estadual era Geninho, Lico, Humaitá, Fateco, Humberto, Souto, Vitório, Couceira, Pavan, Nanga e Armando.

Foto: Clube do Entas/Itajaí
- Texto ampliado de artigo publicado no dia 8 de outubro de 2013.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: PELÉ EM TAIÓ

Estádio do União lotado para ver o Santos de Pelé

Pelé jogou poucas vezes em Santa Catarina. O Rei do Futebol esteve em Joinville, Florianópolis, Blumenau e Taió.

No dia 1º de outubro de 1967, o Santos disputou um amistoso contra o combinado Palmeiras/Olíimpico. A cidade de Taió comemorava o Cinquentenário de colonização e Pelé era a atração máxima.

Santos antes da partida contra o Olímpico/Palmeiras

Lesionando, Pelé não pode atuar, mas ajudou a atrai uma multidão ao estádio do União. O Santos venceu por 7 a 1. O time paulista atuou com a seguinte formação: Gilmar (Élcio Mineiro), Carlos Alberto (Turcão), Ramos Delgado, Joel, Rildo, Zito (Negreiros), Clodoaldo, Wilson (Almiro), Coutinho (Silva), Douglas e Edu (Abel).

Os gols santistas foram marcados por Coutinho (2), Edu, Clodoaldo, Douglas, Silva e Wilson. Não conseguimos apurar o autor do gol e a formação do combinado blumenauense.

Fotos: acervo Carlos Tonet e Dinossauros do Indaiá
Fontes: A Tribuna de Santos / Eliana Belo / Patrick Ribeiro

domingo, 27 de outubro de 2013

BLUMENAU: VASTO VERDE, 69 ANOS

Estádio Curt Hering

Fundada em 27 de outubro de 1944, a Sociedade Esportiva Vasto Verde, do bairro Velha em Blumenau, está completando 69 anos de existência. O começo foi simples, como um time de futebol entre amigos da localidade de Ribeirão Branco, hoje Água Verde.
Escudo antigo

No futebol, o Vasto Verde disputou os campeonatos da Liga Blumenauense e o Estadual em 1959. O jogador Quatorze, campeão estadual pelo Olímpico em 1964, é um dos maiores craques da história do clube.

O clube também é destaque em diversas modalidades como tiro, vôlei, basquete, tiro, caratê, bolão skate e bocha. Ana Moser, uma das maiores jogadoras de voleibol mundial, começou a carreira nas quadras do Vasto Verde.

É nessa modalidade que o clube possui um octacampeonato estadual e chegou duas vezes ao vice do Brasileiro.

Escudo atual
O estádio estádio Curt Hering, que no passado sediava jogos da Liga Blumenauense e Estadual, foi restruturado e transformado num grande parque social e esportivo.

Foram fundadores do Vasto Verde:  Paulo Mantau, Alfredo Dumke, Henrique Ohf, Alfonso Buerger, Alvim Mantau, Carlos Muzcka, Edmundo Glau, Fritz Krambeck, Eugênio Mantau, Paulo Leicht, Curt Kloth, Ricardo Zielsdorf, Francisco Liecht. Alfonso Grosch, Albano Schulz, José Suave, Reinoldo Becker, João Krug e Walter Karsten.

Fonte: site do Vasto Verde, blog Adalberto Day (pesquisador e cientista social)

sábado, 26 de outubro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: FRIGOR ESPORTE CLUBE

Trecho de vídeo produzido pela Cia Jensen na década de 1960

O Frigor Esporte Clube era o time dos funcionários e colaboradores da Companhia Jensen, com sede em Itoupava Central, em Blumenau. Fundada em 1925 (a empresa é de 1872), a agremiação marcou época no cenário esportivo da região.

A Jensen era uma potência nas décadas de 1950 e 1960 e surgiu como expoente na produção de leite pasteurizado, lacticínios e derivados de carne suína no Vale do Itajaí.

 
Time do Frigor Esporte Clube em 1957

Foi nessa época de ouro que foi produzido um vídeo sobre a companhia. Nele estão incluídas imagens de um jogo entre o time Frigor EC e o Botafogo de Jaraguá do Sul.

Em 1984, a empresa decretou falência. O empresário João Batista Sérgio Murad pleiteou os terrenos que eram da Jensen para a construção de um grande parque.

O intento não foi alcançado e hoje o Parque Beto Carrero World está instalado em Penha-SC.

O Frigor participou de competições promovidas pela Liga Blumenauense, torneios e festivais. O campo de futebol era frequentemente utilizado para treinos pelos times profissionais de Blumenau.


Foto: acervo Alex Katz
Fontes: hhenkels.blogspot.com, Cristina Ferreira, blog Adalberto Day (pesquisador e cientista social)
Vídeo: produção da Cia Jensen

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

TÚNEL DO TEMPO: A ESTREIA DE TEIXEIRINHA

O Recreativo Brasil na estreia de Teixeirinha

Nildo Teixeira de Melo, o Teixeirinha, é um dos maiores personagens do futebol catarinense. Um craque que defendeu as cores do CIP, Palmeiras, Carlos Renaux, Seleção de Santa Catarina. Botafogo-RJ, Bangu-RJ e São Paulo-SP. O atleta também atuou como convidado em jogos festivos e amistosos interestaduais por várias equipes do Estado.

Em Blumenau, Teixeirinha defendeu as cores do Palmeiras. A estréia ocorreu no dia 12 de março de 1944, quando o clube ainda chamava-se Recreativo Brasil. O adversário foi o Amazonas, do bairro Garcia. Aliás, vestiu uma única vez a camisa do time com esse nome. Na segunda atuação já era Palmeiras.

O atleta recuperava-se de uma cirurgia da apêndice, mas na ausência do titular Meirelles foi convidado para fazer a estreia na equipe. O Brasil/Palmeiras venceu por  4 a 2, com gols de Aldinho (2), Doquinha e Teixeirinha.

Data: 12/3/1944
Local: Campo das Palmeiras
Árbitro: Arnaldo Silva
Recreativo Brasil - Miguel, Cordeiro, Schramm, Pfau (Batista), Emilio, Pileca, Newton, Augusto, Teixeirinha, Doquinha e Aldinho.
Amazonas - Vinoti, Bóia, Custódio, Borges, Baumer, Tereza, Bessa, Miojo, Augusto, Costinha, Bruda (Boião).
Gols: Augusto (Am) 2/1, Teixeirinha 14/1, Doquinha 41/1, Doquinha 12/2, Augusto (Am) 29/2, Aldinho 39/2.

Fonte: A Cidade de Blumenau / A Nação / O Craque Eterno (Bola Teixeira)
Foto: acervo Bola Teixeira